Arteterapia como instrumento para tratar estresse, ansiedade e depressão

A arte estimula a criatividade em nosso cérebro, acessando pontos específicos que promovem o bem-estar, prevenindo o estresse, ansiedade e depressão. Isso se chama arteterapia.

Trabalho, família, obrigações e compromissos sociais, quando se misturam sem disciplina, costumam tornar o dia algo bem estressante. Com a correria, nem sempre dá tempo para fazer uma pausa e recuperar as energias.

Apesar disso, é fundamental tirar um tempo para cuidar da mente, imprescindível para ter uma boa saúde e qualidade de vida.

Um retiro espiritual para renovar as energias, ficando longe do estresse e da ansiedade, não é a única opção para quem precisa dar um break nas atividades cotidianas que turbilham a cabeça.

A arte, além de ser uma das primeiras formas de expressão do ser humano e fonte de entretenimento, ela é também uma ferramenta para deixar a vida um pouco mais leve. A arte estimula a criatividade em nosso cérebro, acessando pontos específicos que promovem o bem-estar. Isso se chama arteterapia.

A arteterapia atua no equilíbrio das emoções, visando a superação de situações traumáticas e distúrbios comportamentais, cognitivos e físicos. É uma das formas de se pensar no momento presente, manter a mente focada e aliviar o estresse e a tensão acumulada.

Esta ajuda foca a arte como forma de comunicação, deste modo, ajuda a expressar e comunicar sentimentos, facilitando a reflexão, a comunicação, e permitindo as mudanças necessárias no comportamento.

Musicoterapia

Que músicas fazem um bem danado para o nosso corpo (e alma), isso ninguém duvida. Mas, além disso, os sons podem ajudar a reduzir sintomas de ansiedade por meio da musicoterapia.

A música tem o poder de promover o aumento da oxigenação no sangue que, por consequência, eleva a oxigenação cerebral, ganhando poder de remédio para silenciar males tão distintos quanto dor e depressão.

Estudo aponta que pessoas que se arrepiam ouvindo música têm ...

Pintura

O ato de pintar ou desenhar numa tela, no papel ou em qualquer superfície que nos permita expressar, pode ser uma forma de demonstrar sentimentos e pensamentos. É um tipo de terapia alternativa e natural que pode ter muitos benefícios, como por exemplo:

  1. Melhora a comunicação
  2. Aumenta a autoestima
  3. Melhora a motricidade
  4. Estimula o cérebro
  5. Melhora a concentração
  6. Estimula a inteligência emocional

Dança

Notavelmente, a dança é um ótimo exercício para o corpo, já que pode ser considerada como uma atividade física. O que muitos não sabem, é que ela pode atuar também na mente e no emocional do ser humano.

Dançar é um a forma alternativa de aliviar e prevenir certos sintomas emocionais, como ansiedade, depressão, timidez, problemas mentais, comportamentais e autoestima, por exemplo.

Ativa várias funções importantes, como a memória, concentração, atenção, noção espacial, socialização, cooperação, disciplina, autoconfiança, gentileza e perseverança. Dançar é um ótimo exercício para o corpo, mente e espírito.

dança terapia

Escrita

A escrita não fica para trás: em diversas pesquisas, o ato de escrever se mostrou eficaz no tratamento de diversas doenças como asma, artrite e até câncer, dando estímulos ao organismo para responder aos tratamentos, fazendo deles menos dolorosos.

O hábito de ler e escrever, por exemplo, também traz mais concentração e foco para uma pessoa que está sobrecarregada, entretanto, não basta apenas escrever. É preciso ter um propósito. A escrita organiza o pensamento e facilita o autoconhecimento.

escrever arte terapia

Como podemos observar, a arte é muito mais do que expressar. Ela quebra as barreiras do corpo, sendo um remédio eficaz para todos os males da nossa mente. Por conta disso, a arte se faz necessária na construção do ser humano, visto que, a arte mexe com nossas emoções.

Neste sentido, o trabalho com as emoções através da arteterapia melhora a qualidade das relações humanas porque se centra no fator emocional.

O lado emocional é essencial em todo ser humano, nos ajudando a ser mais conscientes de aspectos obscuros, e facilitando deste modo o desenvolvimento da pessoa, assim conseguindo tratar do estresse, depressão, ansiedade, entre outras doenças.

Gostou deste post? Deixe seu comentário e assine a newsletter para receber mais conteúdos do blog.